Eu lembro quando há mais ou menos 5 anos atrás eu decidi entrar para o mercado criativo, uma das minha primeiras referências como mestre em seu ofício era Jason Levesque também conhecido como Stuntkid. 5 anos depois eu finalmente tive a oportunidade de entrevistar um dos meus ídolos e, na minha opinião, um dos melhores ilustradores do momento.

Você pode ver mais trabalhos e sbore Jaon em seu Website.


1) Antes de tudo eu gostaria de agradecer por ter respondido essa entrevista, é ótimo mostrar mais sobre você para nossos leitores. Eu gostaria de começar perguntando como começou o seu interesse por arte e ilustração?

Eu sempre fui interessado em arte. Eu acredito que isso ocorre para todo mundo. Nos entendemos desenhos antes mesmos de compreender palavras escritas. Quando criança, todos nós desenhamos. Uma criança de 5 anos com uma história para contar consegue ilustrar uma situação com mais detalhes do que uma criança consegue escrevê-la. Em certo parte da vida, várias crianças param de escrever, seja por desinteresse e/ou frustração em como a habilidade se desenvolve devagar. Eu não desenhava muito bem quando era criança, mas eu gostava muito. Eu também tive a sorte de crescer em uma família que me encorajou não só com louvor, mas a sempre melhorar.


2) Quais artistas vocês usa como referência?

Eu sou inspirado por tantos artistas, tenho alguns sempre em mente.... Ashley Wood, Joao Ruas. Erik Jones, Conrad Roset, Tom Bagshaw, e artistas clássicos como Ernst Haeckel.


3) Seu estilo é bem influenciado por quadrinhos e art nouveau. Quando você passou a desenvolver esse estilo e como você o descreveria?

Eu sinto como se eu tivesse passado por tantas fases todos esses anos. Meus interesses e influências mudaram radicalmente, eu sinto certa dificuldade para explicar o caminho que fiz até aqui. Influências como Akira, minha primeira influência e artistas como Mucha e Klimt continuam comigo. Eu não sei como descrever meu trabalho de maneira estilística. Eu sei que outra pessoa com certeza consegue fazer isso facilmente. Mas eu estou perto haha.


4) Nos conte sobre o seu processo criativo enquanto cria uma obra.

Não é sempre que eu sento e penso no que eu vou desenhar. Geralmente as ideias vem de maneira randômica ou na cama quando eu estou prestes a dormir. Eu leio vários livros de ciência e encontro muita inspiração em aprender coisas novas, biológicas ou não. Quando eu tenho uma idéia, eu vou atrás de várias fotos que possuo de referência e procuro uma pose que funcione. As vezes eu tenho que fotografar algo novo. Pegando a referência da foto, eu vou rascunhar uma composição no papel e mais tarde passarei para o Photoshop. Refinarei a composição usando a pen tool para colorir. Finalizar uma peça geralmente me toma entre algumas horas até alguns dias dependendo do nível de detalhe.


5) Qual a melhor coisa de se trabalhar com ilustração e qual a pior?

Eu amo fazer ilustração comercial. Eu faço mais dinheiro com menos trabalho quando faço trabalhos comissionados. As limitações do projeto geralmente me levam a aprender novas coisas, ou a desenhar algo que não estou familiar. Isso pode ser uma baita experiência. Muitas vezes o trabalho vai se perder com tantas vozes querendo tomar decisões. Quando isso acontece eu me encontro tentanto desapegar do trabalho e fazer o melhor que posso com o tempo que foi dado. Trabalho comercial é ao mesmo tempo o pior e o melhor lado da ilustração.


6) Como você descreveria sua rotina diária?

Arte, arte, arte, comer, arte, arte, falar de arte com minha mulher, arte comer, dormir e sonhar com arte.


7) Qual é a sua obra favorita nesse momento?

Atualmente "Hecate" que por acaso também é a minha última peça, é minha preferida. Eu acho que é um marco para mim e eu pretendo fazer mais trabalhos nessa direção. Uma print edição limitada será lançada em Outubro pela 1x Run.


8) Nos diga cinco lições muito importantes para todo o ilustrador.

1.) Você só ficará melhor através da prática. Toma centenas de horas até se adquirir certa habilidade, com desenho não é muito diferente. Se você não sabe o que desenhar, desenhe qualquer coisa. Mantenha seu lápis se movendo!

2.) Abrace as críticas. O que as pessoas falam na sua cara, provávelmente falam mais quando você está de costas. Reconheça a diferença entre críticas de qualidade e pessoas apenas com ódio. Se a pessoa não está sugerindo uma melhora, ignore o seu feedback. Elas são o ruído do fundo que o tempo irá esquecer.

3.) Você nunca vai "chegar", criar arte é antes de tudo uma jornada. Vocé fará progresso lento e as vêzes você terá um progresso rápido, você nunca vai "chegar lá". Acorde! Sempre haverá pessoas que merecem menos na sua frente e pessoa que merecem mais atrás de você.

4.) Encorage outras pessoas, conforme você fica melhor não se esqueça de como foram dolorosos os primeiros anos. Mantenha se atento as pesssoas que estão ai e aconselhe e as encoraja sempre que possível.

5.) Tente não se prender a um processo que o impeça de crescer. Ilustradores e artistas pláticos precisam de um produtos reconhecível, but too many artists literally paint themselves into a corner and never progress.


9) Nos diga alguns sites que voçê gosta de visitar.

Pra ser honesto, eu passo bastante tempo no Tumblr. Eu sigo vários dos meus artistas favoritos lá e descobri vários novos talentos através do "tumbling". Instagram, é claro, está crescendo em popularidade sendo que hoje vários artistas usam ele para postar seus trabalhos em progresso. O agora já falecido CGunit.net era um lugar de visitas diário para mim por anos. Ele continua mantendo os arquivos de grandes artistas. Ah! E nos seus últimos dias eles fizeram uma contagem dos seus artistas favoritos e eu fiquei na sexta posição. Eu fiquei profundamente agradecido.


10) Muito obrigidado novamente pelo seu tempo, por favor deixe uma mensagem final para quem está começando nessa área de negócios.

Situações ruins são geralmente os seus melhores aprendizados e se você for sortudo você terá várias delas!

About the author of this post

I'm Marcos Torres, I'm a Graphic Artist from Brasil. You can know more about me at my Website, at my Tumblr or at my Flickr.